Paulo Ricardo lança a música 'Ela Chegou'

Ela Chegou”, inspirada na sua namorada, a fotógrafa Isabella Pinheiro.


Paulo Ricardo está de volta! O cantor lançou a música “Ela Chegou” e, com isso, inaugura um novo momento na sua carreira, mostrando o lado mais íntimo de sua vida e também moderno. A nossa Coelhinha não perdeu tempo e foi atrás de uma palavrinha sobre o novo trabalho.

“Venho de um ambiente de muita tecnologia e eu tenho um prazer muito grande de trabalhar com essa sonoridade”, disse.

“O grande desafio é manter o tesão pela vida”, destacou.


Ela Chegou”, inspirada na namorada, a fotógrafa Isabella Pinheiro. “Há cerca de dois anos, conheci o Guga Fernandes (cantor e compositor) e a química foi imediata. Juntos, fizemos ‘Anjo e Serpente’ e ‘Cheguei pra Ficar’, mas sabíamos que havia algo diferente em ‘Ela Chegou’”, relata Paulo Ricardo.

O ex-vocalista do RPM afirma que a busca por uma nova sonoridade, que aprofundasse a relação do pop com a música eletrônica, foi responsável pelo “acontecer” de “Ela Chegou”.

“Recebi do meu amigo e radialista Marcelo Braga, a sugestão de procurar o músico, produtor e artista Le Dib. Não deu outra. Assim como aconteceu com Guga, a sintonia foi imediata, e o círculo estava fechado. Nascia a canção”, conta o músico.

Paulo Ricardo fala sobre o novo cenário da música, tendências, sucesso e, claro, sobre o novo trabalho.

http://www.itatiaia.com.br/audio?tipo=audio&id=34928




Vem vindo tão linda
Tão leve e tão na dela
Vem vindo tranquila
Tão séria e tão bela
Tão tímida
De preto e de couro
Como se não fosse
Uma coisa de louco
Um mistério profundo
A mais linda do mundo
Chegando pouco a pouco
Ela chegou
E chega tão discreta
Forte e suave ao mesmo tempo
De repente ela me olha
Sorri e me abraça
Eu não aguento
E eu não podia imaginar
Que por trás daquele olhar
Estava o meu futuro
E eu não sabia até então
Antes de me apaixonar
Que havia algo tão puro
E agora é uma questão de tempo
Pra rolar
Aquilo tudo que eu sonhei pra mim
Depois da tempestade vem um arco-íris
Felicidade
Que não tem mais fim
Não sei se eu espero
Um sinal
Ou me desespero
Na reta final
Não sei se eu confesso
Ou se eu me despeço
Pra me arrepender
Do que eu não fiz



0 Comentarios

Paulo Ricardo

A um passo da eternidade